A Maldição Desta Cidade Cairá Sobre Nós

by Ximbra

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.

about

Gravado em dezembro de 2016, em Maceió, 'A Maldição Desta Cidade Cairá sobre Nós' conta com dez canções, que o grupo vem tocando ao vivo e aperfeiçoando nos últimos dois anos. Para se aproximar o máximo da energia da banda o disco foi gravado ao vivo em estúdio, com exceção dos vocais e contou com o sensível apoio de Smhir Garcia, guitarrista da banda Amandinho e baixista das bandas Jorg e Karaokê Holanda, que teve bastante trabalho na realização da tarefa. A mixagem foi feita pelo amigo Joaquim Prado (ex-guitarrista da banda de rock instrumental Labirinto), que conseguiu dar ainda mais brilho e peso ao esforço de Smhir.

As letras tratam de temas locais, como o desequilíbrio na concentração de renda, a relação amor-ódio dos maceioenses com sua cidade, angústia e solidão. Além disso arriscam-se a criticar o conservadorismo, o racismo e a brutalidade das forças de segurança. As canções da banda buscam trazer peso e melodia, com as letras chamando o tipo de instrumental a se fazer, chegando mesmo a ter um samba no repertório.

A distribuição do disco ficará a cargo dos selos Transtorninho Records (Maceió(AL), Recife(PE)), Solar Discos (Maceió(AL)), Oxenti Records (Rio de Janeiro (RJ)) e Banana Records (Fortaleza, Messejana (CE))

credits

released June 19, 2017

Música: Ximbra
Letras: Rodolfo Lima
Produção: Ximbra
Mixagem: Smhir Garcia
Masterização: Joaquim Prado

tags

license

all rights reserved

about

Banana Records Fortaleza, Brazil

A Banana Records é um selo pra concentrar e viabilizar nossas intenções musicais com a cidade, com as pessoas e com a gente mesmo. É o selo que não tá nem vendo.

contact / help

Contact Banana Records

Streaming and
Download help

Shipping and returns

Track Name: Abrir os Caminhos (Guerreiro)
Guerreiro,
Eu cheguei agora
Eu cheguei
Nossa Senhora
Não existe mais

Eu cheguei
Sociedade não precisa mais
É triste eu sei
O guerreiro sem emprego

Guerreiro
Eu cheguei agora
Eu cheguei
Nossa Senhora
E a discriminação

Eu cheguei
Sociedade não brinca mais
É triste eu sei
Um povo sem brinquedo
Track Name: Quilombo dos Palmares
Só de ter, só de ter, só de ter
A pele clara
Eu me livro do braço do poder
O braço mais sujo
Braço mais sujo e perverso
As costas ainda estão expostas ao Sol
A chibata corta o vento e avisa todos do sofrimento
Escravidão persiste na repressão policial
E bem na sua casa

O que eu quero dizer com isso tudo
É que eu estou puto
Com toda essa galera reaça e sem idéia
Tanto egoísmo, tanto egoísmo
Isso é egoísmo, isso é egoísmo

Ainda bem que eu tenho amigxs
E elxs estão comigo
Que acha que na vida pra viver, pra vencer
A gente não tem que fudê os outros pra vencer

Não é minha revolução se eu não posso fumar um
Não é minha revolução se eu não posso dar o cu
Não é minha revolução se eu prego machismo
Não é minha revolução se eu nego racismo

Enquanto isso somos da capital que mais mata jovens negros
Muita gente não sabe a diferença entre escravidão e emprego

E aqui é a terra do Quilombo dos Palmares
E aqui é terra do Quilombo dos Palmares
Bem vindo a terra do Quilombo dos Palmares
Bem vindo a terra do Quilombo dos Palmares

Não é minha revolução se eu não posso fumar um
Não é minha revolução se eu não posso dar o cu
Não é minha revolução se eu prego machismo
Não é minha revolução se eu nego racismo

Não, não é não, não é não, não é minha revolução
Não é não, não é não, não é minha revolução
Não é não, não é não, não é minha revolução
Não é não, não é não, não é minha revolução
Track Name: Às vezes morga
Hoje eu peguei no meu diploma
E deixei a minha banda
Eu preciso ir embora agora
Vou pro Ceará, BH ou pro Pará
O que importa é ir embora agora

O que importa é ficar longe de ti
E dos amigos que eu já perdi
É, a rasteira do tempo bateu em mim
É, a rasteira do tempo bateu em mim

Eles me levaram de perto do Cais
De costas pra cidade, com luzes atrás
Essa cidade é como água do mar
Com um tempo coça e incomoda
Com um tempo coça e incomoda

As vezes dói que só
Morar em Maceió
Fazendo bares de lares
As vezes dói que só
Morar em Maceió
Destruir comunidades

O que é que eu vou fazer?
Eu escolhi viver, e sofrer e morrer em Maceió
Track Name: Sambinha massa
O meu coração está fedendo
O meu coração está fedendo
Tá que nem o riacho salgadinho
Tá que nem o riacho salgadinho
E faz eu ter pena de mim
Faz eu dizer - Pena de mim!
E pena de si é muita pena
É uma avoada de pombo no prédio, nas antenas
Pena de si é muita pena
É uma avoada de pombo no prédio, nas antenas

Você sabe sabe sabe sabe
sabe sabe sabe sabe
Que pode ser que não esteja aqui pra ver
Você sabe sabe sabe sabe
sabe sabe sabe sabe
Quando aqui for um lugar melhor de viver

O meu coração está fedendo
O meu coração está fedendo
Tá que nem o riacho salgadinho
Tá que nem o riacho salgadinho
E faz eu ter pena de mim
Faz eu dizer - Pena de mim!
E pena de si é muita pena
É uma avoada de pombo no prédio, nas antenas
Pena de si é muita pena
É uma avoada de pombo no prédio, nas antenas

Você sabe sabe sabe sabe
sabe sabe sabe sabe
Que pode ser que não esteja aqui pra ver
Você sabe sabe sabe sabe
sabe sabe sabe sabe
Quando aqui for um lugar melhor de viver

Aonde você for
Aonde você for eu vou
Eu vou, eu vou
Um pelo outro
Track Name: Capitalismo antitropical
Todo capitalismo não combina com o tropical
Na semana a praia é dos ricos
No findes tá liberado o povão
Todo capitalismo não combina com o tropical
Não mais comunidades na praia, só estrada, prédio e mansão

Nome de quem são
Nome de quem são
Nome de quem são
Nome de quem são os donos do mar, do mar

Capitalismo é antitropical
Tão antitropical

Todo capitalismo não combina com o tropical
Na semana a praia é dos ricos
No findes tá liberado o povão
Todo capitalismo não combina com o tropical
Não mais comunidades na praia, só estrada, prédio e mansão

Nome de quem são
Nome de quem são
Nome de quem são
Nome de quem são os donos do mar, do mar

Capitalismo é antitropical
Tão antitropical

Não combina com a praia
Não combina com a areia
Não combina com a sereia
Nem com os peixes
Não combina com a praia
com a areia, com o Sol, com a sereia
Praia, com a areia, com o Sol, com a sereia
Praia, com a areia, com o Sol, com a sereia
Track Name: Parte alta, parte baixa
A parte alta da cidade quer alguém
A parte baixa da cidade quer também

O cobrador e o motor
O passador, o empresário
A ministra e a artista querem alguém
O cobrador e o motor
O passador, o empresário
Dona de casa, Ministra, como querem alguém

Pra falar seus problemas
Um beijo, um beijo forte
Um beijo na cabeça
E bem mais e bem mais

A parte alta da cidade precisa de alguém
A parte baixa da cidade precisa também

De dinheiro de trabalho, do salário do escravo
Da vacina, da morfina, rango com sódio ou sem
Da gravidade da idade, da roda, da escola
Atrás de vidros pedem esmola
Ai como eu quero alguém

Pra dividir a culpa
De falar mal da comida
Desdém a mesa posta
O almoço hoje cê não gosta

Nos matriculem na mesma classe, da mesma escola, somos do mesmo bairro
Nos matriculem na mesma classe, na mesma escola, somos do mesmo bairro
Do mesmo bairro, do mesmo bairro…
Track Name: 2016 (O ano em que tudo acabou)
Acabou, acabou, acabou
Mas eu vou, eu vou, eu vou
Vou continuar, vou tentar
Vou continuar, vou tentar

Já não me sinto, já não me sinto bem
Eu não me sinto bem

Eu te admiro tanto
Todos os seus ideais
O dificil é saber que eu nunca fiz parte dos seus planos
E isso é real

Já não me sinto, já não me sinto bem
Eu não me sinto bem


Vem aqui, vem aqui, vem aqui
Seu anjo sedutor
Sai daqui, sai daqui, sai daqui
Se um dia já me amou
Track Name: Pra acabar a festa
Chegou ozomi pra embaçar
O rolê tava massa demais
Agora ninguém mais dança, ninguém mais canta
Não há mais paz

Aponta pra qualquer canto e corra
Tem criança aqui dentro porra
Mãããããe, quando eu crescer
Eu não quero ser policial
Policial não não


Chegou ozomi pra embaçar
O rolê tava massa demais
Agora ninguém mais dança, ninguém mais transa
Não há mais paz

Aponta pra qualquer canto e corra
Tem criança aqui dentro porra


Mãããããe, quando eu crescer
Eu não quero ser policial
Policial, policial não não


Numa terça a noite
No Botequim Paulista
Eu precisava desanuviar a cabeça
Foi quando eu parei pra uma cerveja
Não tinha quase ninguém no bar
Só um cara no balcão a me olhar
Pra minha camisa do Joy Division
No tempo que a gente falava com estranhos de som
Sobre se sentir só no mundo
A gente sentou e conversou
Sobre pós punk e amor e com receio você me revelou
Amanhã eu entro pro Bope, pro Pelopes, pro Batalhão
E em voz baixa eu pensei - por favor, não perca o seu coração!
A gente não mais se viu então
Até o rolê na praia numa confusão
Criada pelo Batalhão
Eu vi você com arma na mão
Com um sorrisão atirando contra a multidão
E eu só pensei no seu coração
O seu coração era tão bom….
Track Name: Depressão Maceioense
Debaixo do sol
A gente vê quem é mais forte
Aqui cachorro amansa, amansa
Com bala de revólver
Dos 18 aos 29
Só se ver caixas de mudança


De ressaca eu penso na vida
De ressaca eu penso na minha vida
E agora só na minha

Não ter dinheiro
Não ter pertences
Depressão maceioense
Vou passar, adiantar coisa

Não ter dinheiro
Não ter pertences
Depressão maceioense
É viver a esperar por nada

Não ter dinheiro
Não ter pertences
Depressão maceioense
É não pertencer ao meu lugar
Track Name: Alegria leva tempo
Desde que a gente sentou e pediu a primeira cerveja
Esse é o terceiro que vem aqui
O cara queria ir no banheiro
O dono deixou? Eu não sei
Ah não: - ele ainda tá ali
A gente querendo se divertir
e o cara só quer cagar, mijar, sei lá
O básico pra alguns é luxo
Esse dono é um safado
Bora embora. Não volto mais nesse lugar

Nesses quase 30 anos aqui
Eu nunca vi justiça

Quando era criança não entendia porque
Eu sentia uma dor, inexplicável dor
O tempo foi passando
Dorzinha chata demais
Isso é de familia, rapaz
Seu avô tinha, sua mãe tem e sua tia também
Ah, me receita, prozac, zoloft, diazepam

Nesses quase 30 anos aqui
Eu nunca vi a sua alegria

Alguma parte do dia
Eu penso como seria
Morrer,

Você é engraçado e triste
Ninguém nunca te disse
É sim, é sim